Viva a genética..

Deus fez a minha bebê a minha imagem e semelhança. Quando a vejo triste eu sei o que ela tem e o que ela precisa, pois eu sempre me vejo nela. É incrivel tamanha semelhança na aparencia. Meu olho, teu olho, minha boca, tua boca, meu nariz o teu nariz "o teu coração, o meu coração" No dia quatro de março de dois mil e doze quando eu ganhei ela em Belo Horizonte no Hospital das Clinicas, as enfermeiras ao direcionar a palavra a mim me disseram: mas ela é o teu xerox. Confesso que na hora eu não achei nada parecida comigo, somente o narizinho meio achatado. Então, Antonela foi crescendo e desenvolvendo e eu cada dia mais a observando nos minimos detalhes, e percebendo que ao meu lado eu tinha uma "mini-Amandinha". Depois que ela começou a ser exigente, a fazer pirraças, ai sim não tive dúvidas nenhuma: -essa dai sou eu plagiada. Eu amo essa brincadeira, amo as fotos de comparações, amo saber que eu gerei uma criança identica a mim, meu orgulho. E agradeço muito a Deus por tamanha proeza!
Como é engraçado a genética, como é maravilhoso você gerar uma pessoa que é simplesmente uma cópia sua, com certas diferenças. A única diferença que eu vejo entre mim e a Antonela é que o cabelo dela é meio enroladinho por baixo. E eu nasci com o cabelo bem lisinho.



E o tempo foi passando, e a Antonela sempre tomando cada vez mais os meus traços, e a minha imagem. 
 Eu realmente amo de coração, quando alguém me fala:-nossa mas ela é a tua copia! Hoje em dia Antonela esta com dois anos e eu realmente acho que o tempo esta andando ao nosso favor.





Um comentário:

  1. Meu Deusss, é tua Copia Reduziada literalmente!!!, e as fotos de quando vc era da idade dela? parecem irmã gemeas haha, tão bom isso né? lindasss

    ResponderExcluir