Antonela intoxicada

Esse final de semana passado foi um dos mais horroroso que eu já vivi. Todos sabem que eu adoro os avós paternos da Antonela e nunca neguei visitas, passeios essas coisas.
Vou contar o que aconteceu mas não vou dar detalhes para evitar desabafos de ódios e xingamentos!
Então, final de semana passado ela foi passear na casa dos avos, onde na verdade a casa que eles moram é em uma fazenda, e ela ama ir pra lá. Sempre chega e me conta que viu a vaquinha, que pegou no pintinho amarelinho e assim vai indo.. então lá, eles começaram a mexer com um veneno de matar berne de vaca perto do quartinho dela e o maldito do veneno derramou. Nisso Antonela foi dormir no quartinho dela e adivinheeeem? Ela intoxicou, de tanto inalar.
Então ela começou  a dar reações de vomitos, mudanças no tom de pele, e trouxeram ela na pediatra que ela sempre vai aqui na minha cidade. E a doutora perguntou "cade a mãe" porque sempre quem leva ela sou eu, e ela estranhou pelo fato da minha ausencia. E a avó explicou que eu não sabia, então, ela disse que era para ela vim me entregar a minha filha, me contar o que aconteceu e deixar ela comigo. E as ordens médicas eram para que eu desse um soro receitado por ela de 15 em 15m e se ela vomitasse mais uma vez era pra levar no plantonista para internar.
Me entregaram ela, era duas horas da tarde e me explicaram o que havia acontecido. Fiquei p*. Me entregaram, foram embora e disseram que mais tarde ligavam.
Comecei a dar o soro, dei um banho nela, deu seis horas ela dormiu e acordou as oito vomitando, corri para o plantonista, então deu ordem para interna-lá, porem não acharam a veia dela. Deram duas injeções e eu voltei para casa.
No dia seguinte ela acordou bem, com um rostinho feliz. Porem na hora do almoço ela vomitou de novo. E adivinhem? Internou!



E sendo muito sincera, foi a pior cena que eu já vi na minha vida. Eu chorei o rio Amazonas inteiro, vendo as enfermeiras segurando a minha filha sem dó nenhuma e tentando aplicar o soro nela. Eu queria não estar vendo aquilo, pedi várias vezes a Deus para que tudo que ela fosse sentir passasse pra mim! As enfermeiras foram uns docinhos depois com ela, muito carinhosas. E me acalmaram me explicando que era assim mesmo.  Porem a Antonela não ficou calma, ela ficou quase uma hora berrando e me deixando mais agoniada ainda. Foi quando o Leandro (o meu namorado e não o pai) chegou,e por ela ser apaixonada por ele, conseguiu acalma-lá! E assim ele ficou o dia inteiro comigo no hospital cuidando dela.


Então ficou a noite e as enfermeiras não o deixaram mais. kkkk
Passei a noite toda em claro com ela. Dormimos sozinha, eu, ela e Deus! E aos poucos ela foi recuperando

Sabe o que é o mais lindo dessa história toda? É que mesmo doente e com dor, ela não tirou o sorriso do rosto. Encantou a todo mundo naquela pediatria. E como eu sempre falo: Antonela é incrivel!





E para muitos que estão perguntando, eu não estou com raiva dos avós, porque eu sei que eles fizeram de tudo para ajudar e eles amam muito ela. Estou com raiva de outras coisas que também aconteceram na história e como eu disse que eu não iria dar detalhes para evitar desabafos de ódio.
E ela saiu do hospital no domingo as dez e meia da manhã, e já está lindona, brincando, como se nada tivesse acontecido. Ja esta ate dando pirraça de novo! kk

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Que amor Amy ♥♥ A Antonela tá cada vez mais linda ♥♥ #Anjinho

    ResponderExcluir